O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, cumpriu nesta terça-feira (16) uma série de compromissos na Itaipu Binacional. No final da manhã, ele conheceu a Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano, instalada na hidrelétrica. Durante a visita, além de conhecer todas as etapas de produção do combustível verde, o ministro fez um teste drive com um veículo movido a biometano.  

Acompanhado do diretor-geral brasileiro da Itaipu, Luiz Fernando Vianna, o ministro foi recepcionado pelo Superintendente de Energias Renováveis da usina, Paulo Afonso Schmidt e pelo diretor-presidente do Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás), Rodrigo Régis.  

Fabricada com tecnologia 100% nacional, a planta de biogás foi inaugura em 2017 e apresenta componentes inovadores e adequados às necessidades brasileiras, como o biodigestor em fibra de vidro.

A unidade faz o tratamento de biomassa (matéria orgânica, que pode ser utilizada na produção de energia e de biofertilizante), composta pela mistura de resíduos orgânicos gerados nos restaurantes da usina e restos de poda de grama. O biogás gerado a partir do tratamento desses resíduos é refinado e o biometano oriundo desse refino, utilizado como biocombustível para abastecer parte da frota de veículos da hidrelétrica.

O ministro também fez um sobrevoo à faixa de proteção ao Lago de Itaipu e conheceu alguns dos projetos socioambientais desenvolvidos pela binacional na região Oeste do Estado, incluindo duas unidades de produção de biogás instaladas em propriedades rurais.

Visita oficial

Coelho Filho esteve na Itaipu para uma série de compromissos, entre eles, a inauguração oficial do Centro de Inovação em Mobilidade Elétrica (CI-MES) e a assinatura de um acordo de cooperação, entre Itaipu e Ministério do Meio Ambiente, para a implantação do Programa de Mobilidade Sustentável nos Ministérios.

O programa é uma das estratégias do País para atender ao compromisso assumido na 21ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima (COP-21), em Paris, de reduzir as emissões em 37%, para até 2025, e de 43% até 2030.

O programa será coordenado pelo MME e terá suporte técnico de Itaipu. Pelo menos dez veículos elétricos da binacional serão cedidos para uso nos ministérios. Hoje, apenas o MME conta com um modelo elétrico de Itaipu. “O meu carro oficial em Brasília é um veículo elétrico de Itaipu”, enfatizou o ministro.

O ministro ainda assistiu a uma apresentação sobre o projeto Green Silicon (Silício Verde), parceria de Itaipu, Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O objetivo é viabilizar a instalação de uma cadeia de produção de painéis fotovoltaicos na região de fronteira (Brasil e Paraguai), aproveitando a disponibilidade de energia e matéria-prima.

( com Itaipu Binacional)

Fotos: Alexandre Marchetti I IB

Resumo: 

O ministro Fernando Coelho Filho conheceu as etapas de produção do combustível verde e fez um teste drive com um veículo movido a biometano